Tire o projeto do papel: 3 dicas fundamentais para consolidar a sua startup

Comece a colocar em prática seus planos seguindo nossas dicas!

O número de startups cresce a cada ano com diferentes propostas em todos os setores. Mas, além das soluções tecnológicas e modernas, os empreendimentos também têm o desafio de se consolidar como um modelo de negócios.

Uma análise do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostrou que cerca de 30% das startups não conseguem sobreviver no mercado por muito tempo. Por mais que o número seja similar às instituições tradicionais, este perfil costuma se destacar pelas ideias inovadoras, impacto positivo, baixo custo e um crescimento potencial.

Se você resolveu tirar aquela ideia do papel e montar a sua própria startup, mas acha que precisa ir além das cartilhas de planejamento: este texto é seu.

1 – Pense na cultura organizacional

Não adianta propor uma inovação disruptiva sem ter pessoas inspiradas ao seu lado.

Este é o ponto para planejar a cultura organizacional – mesmo que ainda esteja em estado de formação. Pensar que a motivação dos funcionários e sócios vai muito além do dinheiro ou do faturamento, é fundamental para conectá-los com as diretrizes do negócio.

Isso deve ser incentivado pelos líderes. Quem comanda é quem dita como serão os valores, os símbolos, o comportamento e o posicionamento dentro e fora do ambiente corporativo.

Na prática: Estabeleça diálogo transparente e sincero com os profissionais. O resultado será uma equipe leal e uma atmosfera resiliente, capaz de resolver problemas e superar crises. Não fique apenas nas mesas de ping pong e dias de cerveja, possibilite que todos conquistem as suas aptidões pessoais.

2 – Vá para a batalha com estratégia

Mais da metade das startups que se tornaram  unicórnios no Brasil conseguiu investimento de grandes corporações com uma boa estratégia.

Atualmente, existem programas de financiamentos para cada etapa: da concepção da ideia até o aumento da escala. É importante que você faça, sem receio, uma auto-análise e elabore um plano de ação para ser mais assertivo e concreto diante das avaliações.

Na prática: Uma planejamento estratégico ( o Canvas, por exemplo) deve sistematizar: 1 – A fase da sua empresa (ideia, validação, aceleração); 2 – A sua real necessidade (capital, espaço físico, imagem); 3 – A organização que irá te oferecer o que precisa.

3 –Atualize-se, mas sem perder a essência

Já ouvimos antes “Grandes poderes trazem grandes responsabilidades”, não é?

É natural que o crescimento provoque mudanças no direcionamento da startup, mas não na essência. Esteja sempre atualizado nas tendências de consumo do seu mercado e nas oportunidades que surgem. Agir assim vai te trazer mais experiência e chances de vencer riscos sem contrariar o “motivo de existência” do seu negócio.

Na prática:  A resposta do seu consumidor é o que vai te orientar. Investimento em marketing segmentado e campanhas diretas, como ações que possibilitam a imersão completa, podem envolver o seu usuário trazendo um retorno positivo.

Quer mais dicas? Aqui no Blog você encontra muito mais sobre gestão de empresas e tendências de negócios!

 

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *