wtw

Tentar dar conta de tudo pode custar caro: mulheres explicam como lidaram com o problema

O mundo hiperconectado traz reuniões e e-mails ao celular onde você estiver e a qualquer hora. A praticidade para resolver tudo ao mesmo tempo trouxe muitos avanços à rotina do trabalho e mais flexibilidade. Mas, com ela, a sobrecarga de tarefas também não é incomum e esse pode ser um dos caminhos para a Síndrome de Burnout!

Quando não damos conta de tudo, o sentimento de insatisfação acaba nos assolando e é inevitável: sem alguns limites na rotina de tarefas uma hora ou outra não daremos conta de tudo – e tudo bem! Pode ser até melhor para a sua saúde.

Esse foi o tema de um dos painéis do Welcome Tomorrow 2019 (WTW19), maior evento sobre o futuro já feito no Brasil. O papo mediado pela jornalista Maria Cândida contou com a presença da também jornalista Izabella Camargo, que já sofreu com a Síndrome de Burnout, e de Bianca Dallegrave, diretora da Box1824, agência de pesquisa de tendências em consumo, comportamento e inovação.

Confira mais sobre esse assunto e o que rolou no debate:

A Síndrome de Burnout pode morar nas poltronas coloridas

A Síndrome de Burnout foi considerada uma doença pela OMS em 2019. O problema leva ao esgotamento mental e físico por completo e deve ser diagnosticado por um médico.

Izabella Camargo, ex-apresentadora da Globo, passou pelo quadro e pretende lançar um livro sobre o tema. No painel do WTW19, ela foi clara ao demonstrar sua opinião sobre empresas que abrem espaços para lazer dentro do ambiente de trabalho, mas não conseguem criar políticas de valorização.

Ela afirma, inclusive, conhecer pessoas que, apesar de trabalharem em empresas com esse ambiente mais descontraído, não usufruem da estrutura por medo de serem julgadas. 

Izabella narrou momentos difíceis que viveu pelo descrédito de sua doença e preconceitos sofridos. “É sempre melhor fazer uma pausa voluntária do que uma pausa involuntária. O Burnout é uma perda de habilidade momentânea. Temos que tomar cuidado ao adicionar coisas na rotina. Quando dizemos que vamos abrir mão de alguma coisa, você está dizendo na verdade que abrirá mão de você”, alertou a jornalista que está escrevendo um livro sobre a doença.

Humanos não podem ser máquinas

A jornalista Izabella Camargo precisou tomar medicamentos para tratar o problema e levantou mais uma barreira enfrentada. “Eu vi o quanto estava perdendo por só trabalhar. Comecei a me olhar mais. Eu tomei remédio, mas as pessoas têm preconceito com remédios receitados pelos psicólogos, acham que são médicos de loucos. Louco é quem pensa que bem-estar da mente não é prioridade. O ser humano não é máquina, precisamos lembrar disso”, enfatizou Camargo.

Maria Cândida comentou, inclusive, sobre ambientes empresariais pesados e relembra o caso de uma grande executiva que, mesmo após terminar sua jornada de trabalho em uma grande empresa, deixava o casaco pendurado na cadeira para não ser julgada por estar indo embora para casa – ainda que estivesse dentro do seu horário.

Estabelecer limites: uma função dos colaboradores e da empresa

Se você acha que os problemas que podem desencadear a Síndrome de Burnout são de única responsabilidade do colaborador, Bianca relembra que o Burnout está ligado a como a empresa lida com seus funcionários.

“Uma gestão que não tem diretriz clara atrapalha a vida de vários colaboradores. Quem quer mais produtividade deve buscar diretrizes centrais e fazer combinados para um plano de ação. Sem isso, cada um vai correr para um lado e vai acabar batendo pino”, diz Dallegrave, que já desenvolveu cursos com temas correlacionados.

A jornalista Izabella Camargo explica que tal como o emprego da palavra estresse na área da engenharia, em que os profissionais estressam um material ou uma ponte, por exemplo, para checar até que ponto esta estrutura aguenta sem se romper, esse processo se dá de forma parecida com o corpo humano em situações de estresse. “Uma hora a ponte rompe. Se a sua empresa não tem limite. Você precisa ter”, enfatiza.

Gostou do conteúdo? Estivemos no WTW19 o maior evento sobre o futuro que já rolou no Brasil. Mas o futuro e as tendências do trabalho são sempre um assunto em alta por aqui. Confira o nosso blog para ficar por dentro!

Praticidade e economia no transporte de colaboradores? Com a 99 Empresas isso é possível, independentemente do tamanho da sua empresa! Clique aqui e surpreenda-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *