Mentoria reversa: como ser mentorado por profissionais mais jovens pode ajudar CEOs

Quanto mais subimos na carreira, mais experiência adquirimos. Quem fez o caminho desde os cargos primários da profissão traz vivências importantes da base da pirâmide, do contato com o público e com o consumidor final.

Ao chegar aos postos de diretoria ou presidência das empresas o dia a dia muda e a rotina se torna um tanto mais burocrática e menos prática. No entanto, estar perto dos problemas mais cotidianos e operacionais de uma organização traz visões importantes e pode abrir caminhos para ideias e projeto difíceis de visualizar do alto da hierarquia.

Cada vez mais CEOs buscam pela chamada mentoria reversa, processo em que iniciantes da área fazem mentoração aos diretores. A ideia parece um tanto inusitada para você? Então, confira este artigo e descubra as vantagens de ter a perspectiva de quem está começando agora e o que você pode aprender com isso!

Por que fazer uma mentoria reversa?

Essa é uma maneira de obter visões plurais de diversos tipos de profissionais. Por estar começando, geralmente esses colaboradores conseguem trazer ideias atualizadas do mercado e têm conhecimento das dificuldades reais da sua área de atuação no momento.

A ideia foi criada pelo estadunidense Jack Welch em 1999, época em que era presidente da General Electric, quando pediu para que membros mais jovens da companhia ensinassem os executivos com grandes cargos a usarem a internet.

Como a mentoria reversa pode ajudar minha empresa?

Uma mentoria reversa pode ajudar a mudar alguns processos engessados da empresa, além de trazer insights que podem alterar até mesmo do layout da área de trabalho, trazendo um toque mais jovial ou que atende as necessidades do seu time de forma real.

Como fazer uma mentoria reversa na prática?

A mentoria precisa ser um processo claro para ambas as partes. Mentor e mentorado devem saber suas responsabilidades. Em grandes empresas, os mentores jovens geralmente passam por um pequeno treinamento com o setor de recursos humanos antes de cair de cabeça na tarefa de mentorar grandes gestores e esse departamento deve acompanhar todo o processo, para garantir que as trocas de experiências sejam produtivas.

Sair do ambiente comumente frequentado por diretores sempre irá ajudar a ter novas ideias. No entanto, o mentorado deve:

  • Ouvir realmente os conselhos do seu mentor;
  • Valorizar suas ideias;
  • Confiar nas pautas que são conhecidas por ele;
  • Expor suas opiniões e experiências sobre os temas;
  • Aplicar no dia a dia a troca de valores obtidas;

Há algo que os seus colaboradores recém-chegados saibam fazer que pode ser um ensinamento para os líderes? Pense nisto e considere fazer uma mentoria reversa em sua empresa!

Gostou do tema? Continue acompanhando nosso conteúdo, temos novos posts toda semana! Você já conhece a 99 Empresas? Descubra como é possível aliar praticidade e economia na sua empresa, independentemente do tamanho dela. Clica aqui e confira essa dica de mobilidade que é quase a nível de mentoria!

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *