Equipe conversando em ambiente de trabalho leve

Comunicação nas empresas: você está acertando na sua?

Todo negócio deve passar por processos e seguir metodologias em todas as suas áreas. Com o processo de troca de informações não é diferente: se ele falhar há riscos da compreensão errada sobre o planejamento e tarefas. Por esse motivo uma boa comunicação nas empresas é indispensável.

Para ajudar a trazer ideias sobre esse tema, nós conversamos com Verônica Freire Correa, fundadora da consultoria de recursos humanos Secretaries GROUP.

Confira o nosso bate-papo abaixo e leve lições importantes para o dia a dia no seu trabalho!

Qual a principal importância da comunicação interna?

Verônica: A comunicação interna gera benefícios, principalmente pelo bem-estar dos colaboradores, pois ajuda a transmitir conhecimento e um trabalho organizado, bem como reduz o estresse e ansiedade. Com uma comunicação clara e objetiva, os colaboradores se sentem mais estimados pela empresa e, com isso, tendem a vestir a camisa do negócio e serem fiéis defensores da marca. Um dos maiores benefícios da comunicação interna bem estruturada é a possibilidade de alinhar a equipe de trabalho, fazendo com que todo o time olhe para mesma direção e busque os mesmos objetivos. Assim, os erros tendem a diminuir e não é preciso refazer o trabalho.

Quais são as principais estratégias de comunicação interna que uma empresa deve ter?

Verônica: Em primeiro lugar o indivíduo que faz parte de uma organização necessita entender o processo e o conceito de uma comunicação. A palavra comunicação deriva do latim ”Comunicare”, que possui o significado de participar, saber, fazer e tornar comum. Para que uma empresa tenha sucesso em seu processo estas medidas são importantes:

  1.   Desenvolver um elo entre os colaboradores e a gestão para facilitar a comunicação entre todos que frequentam o mesmo ambiente diariamente.
  2.   Melhorar o direcionamento de informações.
  3.   Participar junto ao RH de campanhas e ações sociais.
  4.   Envolver os colaboradores nas causas da organização.
  5. Disponibilizar e abrir canais de comunicação, entre as áreas existentes.

Quais os maiores erros cometidos na comunicação interna de empresas?

Verônica:  Podemos destacar principalmente a relação com a liderança. A comunicação é uma via de mão dupla e, caso não haja essa via de mão dupla trabalhando em conjunto, alguns erros podem ser diagnosticados pelos próprios colaboradores que acabam vivendo em um cenário totalmente conturbado. São estes:

  1.   Falta de Feedback.
  2.   Criar campanhas de estímulo fora da realidade da organização.
  3.   Usar canais de comunicação, distante do padrão empresarial.
  4.   Não dar a oportunidade de ouvir o colaborador.

Vale a pena lembrar que uma pesquisa divulgada pelo SocialBase com 118 profissionais, apresentou as seguintes informações:

  • 35% das empresas não têm um setor responsável pela comunicação;
  • 75% dos colaboradores têm dificuldade em localizar as informações na empresa.

-> Comunicação interna tem tudo a ver com cultura organizacional, sabia? Cadastre-se abaixo e receba nosso material gratuito sobre esse assunto e veja a produtividade na sua empresa aumentar!

Qual o resultado de uma comunicação interna ruim?

Verônica:  Impacto no desempenho e na produtividade dos colaboradores. Quanto menos informação as pessoas têm em relação aos processos e objetivos em relação à empresa, maiores são as chances de boatos que por muitas vezes não existem, porém podem acabar prejudicando a imagem do negócio e abalando pessoas emocionalmente por imaginarem situações que não existem.

Como diagnosticar se a comunicação na empresa está fraca ou forte?

Verônica: Analisar uma organização não é uma tarefa das mais simples, mas podemos identificar por meio do diagnóstico de comunicação interna, saber como os colaboradores enxergam a comunicação na empresa. Nesta etapa, é importante coletar as seguintes informações.

  1.   Perfil do colaborador (idade, sexo, escolaridade, cargo, renda, assuntos corporativos de interesse etc.);
  2.   Setor (financeiro, administrativo, TI, entre outros);
  3.   Avaliação do colaborador sobre a Comunicação Interna;
  4.   Quais veículos de comunicação disponíveis ele conhece e quais ele mais utiliza;
  5.   Avaliação de cada canal de comunicação;
  6.   Sugestões do que o colaborador gostaria de encontrar nos veículos de comunicação interna;

O que levar em conta na hora de construir políticas de comunicação interna?

Verônica: É importante saber onde a empresa quer chegar em termos de desafios e negócios no curto, médio e longo prazo.  

Alguns exemplos e sugestões:

  • Estimular a prática da inovação criando fóruns de debate sobre o tema com ajuda da intranet;
  • Desenvolvimento de manuais e cartilhas de inovação;
  • Seminários e treinamentos;
  • Inclusão de uma editoria específica na newsletter e no jornal interno da empresa;

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *