Você sabe como identificar oportunidades de negócio e fugir de furadas?

Conseguir identificar boas oportunidades de negócio é essencial para o sucesso de toda empresa. E muitos podem pensar que basta ter um bom “faro para os negócios” ou algum tipo de dom e pronto, tudo estará resolvido, mas não é bem assim. 

Como tudo na vida, saber identificar boas chances de negócio é algo que pode ser estudado e desenvolvido, afinal, é preciso muito mais do que sorte para prosperar no empreendedorismo. É fundamental manter um pensamento estratégico para não cair em furadas e depois acabar se vendo em apuros por más escolhas. 

Por isso, no artigo de hoje trouxemos algumas dicas valiosas que poderão guiar desde os empreendedores de primeira viagem, até os mais experientes, na hora de avaliar novos negócios. Para isso, nós falamos com o consultor do Sebrae-SP, Henrique Romão, que é economista e mestre em administração. Então, pegue um café e confira a entrevista a seguir:

O que pode ser considerado um bom ou um mau negócio?

Henrique Romão: Considerando o empreendedor que não tem nenhuma atividade ainda, ele precisa fazer uma busca no mercado por tendências e analisar se ele próprio tem alguma aptidão. Isso é importante para empresas recém-criadas. E considerar se ele se capacitou para a atividade que pretende exercer. O empresário precisa planejar seus passos antes de qualquer investimento. O Sebrae pode oferecer algum suporte gratuito nisto.

Se for o caso da expansão de uma empresa que já existe, os passos são avaliar a localidade, se existe campo de crescimento no mercado e conhecimento sobre seus concorrentes.

Riscos sempre irão existir em novas oportunidades de negócio?

Henrique: O risco de não dar certo sempre irá existir. Isso é algo que sempre comentamos com os empreendedores, pois não dependerá 100% deles. Mas é possível tomar algumas atitudes para se prevenir de prejuízos. Há dois aspectos muito importantes nesse sentido. O primeiro é o técnico, que significa que o empreendedor precisa ter algum conhecimento e capacitação sobre a atividade que está exercendo. O segundo aspecto é comportamental, isso é estar atento aos seus comportamentos como um empreendedor. Ele precisa ficar atento às oportunidades do meio em que está, precisa ter comprometimento e persistência e exigir qualidade e eficiência do seu próprio trabalho. Esse é um perfil comportamental importante para empreendedores.

Quais os principais sinais de que um negócio vai bem ou mal?

Henrique: São fatores multifacetados. Se o negócio vai bem ele tem que conseguir obter lucro e trabalhar acima do ponto de equilíbrio, isso é: ter um faturamento que consegue pagar todas as despesas fixas e sobrar um valor para lucratividade em todos os meses. Esse é o ponto principal. O contrário disso significa que não está indo tão bem.

Existe algum erro cometido com frequência por empreendedores?

Henrique:  Geralmente o fator mais recorrente é o empresário não estar atento ao valor agregado ao seu produto. Essa é uma forma importante de se diferenciar de seus concorrentes e impactar o seu consumidor. Imagine um cafezinho que é vendido por dois reais em uma lanchonete e a seis reais em uma cafeteria. O produto pode ser o mesmo, mas ele será servido como uma experiência na cafeteria e isso mudará o seu valor. É preciso dar atenção aos fatores que vão além da simples comercialização dos produtos.

E quando se já está em um mau negócio. Há como reverter esse cenário?

Henrique:  O empresário vai ter que vai fazer uma análise de vários fatores:

  •         O mercado que se encontra;
  •         Quem é o cliente?
  •         Quem está mais disponível?
  •         Quem são os concorrentes?

Assim poderá verificar o que está sendo oferecido. A partir desses pontos deve-se buscar um direcionamento para o negócio e talvez mudar:

  •         O produto/serviço oferecido;
  •         O preço;
  •         A fachada;
  •         O atendimento;

Esses fatores podem englobar algumas alternativas. Essas citadas são as prioritárias.

Quais outras dicas você deixa aos nossos leitores?

Henrique:  Busquem sempre por atualizações e participem de eventos e feiras de suas áreas. Nesses locais é possível identificar novas oportunidades de negócio.

Gostou?! Então, continue navegando no nosso blog e confira outros artigos como este clicando aqui!

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *