Como estimular o trabalho em equipe na sua empresa?

Se você acredita que trabalho em equipe é simplesmente ter diversos colaboradores desempenhando suas atividades profissionais de forma simultânea, está na hora de atualizar seus conceitos de liderança. Afinal, de nada adianta motivar seus músicos se você, o regente da orquestra, não fizer com que toquem alinhados uns aos outros.

E não há exemplo melhor que uma orquestra para falar sobre trabalho em equipe. Em meio a tantos instrumentos, cada um com uma sonoridade diferente e um peso maior ou menor, dependendo do momento da música, o resultado final só fica bonito se todos os músicos estiverem sincronizados. Para isso, precisam dominar suas responsabilidades e ainda conhecer bem as dos colegas.

Da mesma forma é uma empresa! Cada colaborador precisa executar suas tarefas com maestria e ainda saber o que seus pares precisam realizar para que os esforços não sejam desperdiçados. Só assim é que os resultados (quaisquer que sejam) são alcançados. Quer saber mais sobre o assunto? Então fique de olho!

Importância

Como já mencionamos acima, o trabalho em equipe é imprescindível para as empresas que querem alcançar um objetivo específico ou superar alguma meta. Para você entender melhor sua importância, podemos ilustrar pensando em um formigueiro. Dependendo da espécie, as formigas têm funções variadas. E apesar de o objetivo delas ser bem mais simples, ao observar um formigueiro é possível perceber que esses insetos se subdividem em grupos, cada um com atividades bem específicas, mas sempre trabalhando em conjunto.

A moral disso tudo é: o objetivo só pode ser alcançado com os esforços de todos. Exatamente por isso, é essencial investir no trabalho em equipe na sua empresa. É ele o responsável por ajudar o negócio a sobreviver, mesmo em mercados altamente competitivos, além de também viabilizar a oferta de produtos ou serviços de excelência, que impulsionarão as vendas e, consequentemente, a satisfação dos clientes.

Dicas

Para saber como fazer com que os profissionais da sua empresa trabalhem verdadeiramente como uma equipe, separamos 5 dicas preciosas que devem ser aplicadas em todos os níveis hierárquicos. Confira:

Procure se capacitar

Uma empresa com uma liderança pouco capacitada dificilmente será capaz de gerir os profissionais para que desempenhem um bom trabalho em equipe. Por isso, busque treinamentos de liderança e gestão de pessoas, além de capacitações com foco na gestão administrativa e, claro, cursos de atualização no ramo de atuação do negócio.

Por trabalhar os diversos perfis de liderança e desenvolver habilidades importantes, ligadas à comunicação, às relações interpessoais e até ao autoconhecimento e à capacidade de estabelecer objetivos com clareza, vale a pena conferir o que o coaching pode fazer por você.

Capacite a equipe

Mas não basta apenas se capacitar! Também é preciso capacitar seus colaboradores. Indo além do lado técnico, o ideal é sempre aprimorar o lado humano das pessoas, mostrando a elas que, independentemente da colocação hierárquica, o trabalho de um depende do trabalho do outro. Por isso é que as dinâmicas de interação costumam ser tão funcionais.

Proponha a seu setor de Recursos Humanos a realização periódica de treinamentos motivacionais e dinâmicas que envolvam a interação entre profissionais de diferentes setores. Isso ajuda a criar e valorizar o sentimento de equipe, conscientizando-os da importância do trabalho em conjunto.

Defina os papéis

Muitos gestores acham que o chamado job description, aquele documento que estabelece as responsabilidades rotineiras de cada profissional, é perda de tempo. Contudo, quando os integrantes de uma equipe não conhecem claramente suas funções e obrigações, o trabalho não se desenvolve com perfeição.

Imagine se todas as formigas fossem procurar comida e não cuidassem da rainha ou se todos os músicos tocassem as mesmas notas da partitura! Por isso, capriche na definição dos papéis de cada um dos colaboradores e, se possível, elenque com que setores eles terão maior contato.

Para fazer um job description invejável, aponte quais profissionais mais podem afetar o trabalho de cada um dos demais colaboradores. Explicitar essa interdependência ajuda a fixar a ideia do trabalho em equipe. E uma forma muito interessante de fazer um colaborador entender as rotinas dos demais é permitir que ele rode por diferentes setores da empresa, podendo captar melhor como sua rotina se liga ao dia a dia dos colegas.

Estimule o feedback

Esqueça a ideia de que feedback só precisa ser dado quando surge um acontecimento excepcional. Para desempenhar com excelência uma atividade, é preciso aplicar às rotinas a estratégia PDCA, que planeja (Plan), executa (Do), avalia (Check) e age (Act) para corrigir ou melhorar resultados.

Nesse processo, o feedback é essencial — tanto o dado verticalmente, das lideranças para os liderados, como o dado horizontalmente, entre profissionais da mesma hierarquia. Afinal, é principalmente por meio desse retorno que o direcionamento é realizado de forma mais eficiente.

Então treine sua equipe para trocar informações entre si, avaliando os processos e dando feedbacks sobre o que pode ser aprimorado. Ajude os colaboradores a entender que um processo inadequado pode ser melhorado antes mesmo de apresentar resultados insuficientes ou indesejáveis, desde que os profissionais se comuniquem.

Fomente a comunicação

As reuniões de alinhamento, ocasiões em que os gestores direcionam seus colaboradores rumo aos resultados desejados pela empresa, são fundamentais. Contudo, elas não devem ser vistas como única estratégia de comunicação entre as lideranças e seus liderados. O ideal é fomentar canais oficiais de comunicação com seu público interno e também com os parceiros.

O simples disparo de uma newsletter semanal, quinzenal ou mensal, com as informações mais importantes para toda a empresa, já ajuda a deixar os colaboradores atentos e bem informados sobre as movimentações do negócio e os principais acontecimentos.

No fim das contas, quando a empresa desenvolve um bom trabalho em equipe, seus gestores nem precisam se preocupar em controlar as despesas dos funcionários, porque eles entendem que os valores desperdiçados prejudicam o desempenho da organização e, consequentemente, os benefícios dos próprios empregados. É um ciclo de positividade sem fim.

 

post-2

 

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *